Evangelho no Lar

Diretrizes para a realização do culto do Evangelho no lar.

O que dizem os Espíritos benfeitores sobre a prática do culto do Evangelho no lar?
O culto do Evangelho no lar não é uma inovação, é uma necessidade em toda parte onde o Cristianismo lance raízes de aperfeiçoamento e sublimação. [...] Quando o ensinamento do Mestre vibra entre as quatro paredes de um templo doméstico, os pequeninos sacrifícios tecem a felicidade comum”.

(Emmanuel, “Luz do lar”- Chico Xavier).

Organizemos nosso agrupamento doméstico do Evangelho. O Lar é o coração do organismo social. Em casa, começa nossa missão no mundo”.
“O culto do Evangelho, em qualquer parte, é fonte de abençoada riqueza espiritual, preservando-nos os alicerces do equilíbrio psicossomático.”

(Irmã Scheilla)

“A transformação do lar em célula viva do Cristianismo operante constitui labor impostergável. Isto porque o lar é a matriz geradora da comunidade ditosa, sobre a qual repousam os sustentáculos das nacionalidades progressistas. Acende o sol do Evangelho em casa, reúne-te com os teus para orar e jamais triunfarão trevas em teu lar, em tua família, em teu coração.”
(Joanna de Ângelis – “Espírito e vida” – Divaldo Franco)


“(...) Auxiliemos a plantação do Cristianismo no santuário familiar, à luz da Doutrina Espírita, se desejamos efetivamente a sociedade aperfeiçoada amanhã.”

                (Bezerra de Menezes, “Temas da vida” – Chico Xavier)

Cada prece do coração constitui emissão eletromagnética de relativo poder. Por isso mesmo, o culto familiar do Evangelho não é tão só um curso de iluminação interior, mas também processo avançado de defesa exterior, pelas claridades espirituais que ascende em torno. O homem que ora traz consigo inalienável couraça.  O lar que cultiva a prece transforma-se em fortaleza, compreenderam? As entidades das sobras experimentam choques de vulto, em contato com as vibrações luminosas deste santuário doméstico, e é por isso que se mantém a distância, procurando outros rumos ...”

(André Luiz, “Os mensageiros” – Chico Xavier)

O que é o culto do Evangelho no lar?
·         É uma reunião em família, num determinado dia e hora da semana, para uma troca de ideias sobre os ensinamentos cristãos, em proveito do nosso próprio esclarecimento e do equilíbrio no lar.
·         É um canal de comunicação com Jesus e sintonia com os bons espíritos.
·         É uma das formas mais saudáveis de fraternidade, que começa na família através do diálogo sincero e do exercício da caridade.
·          Não  trata-se de uma invenção do Espiritismo, mas uma prática ensinada pelo próprio Mestre Jesus, que se reunia com os apóstolos e seguidores na casa de Pedro, em torno dos sagrados escritos.


Qual a finalidade do culto do Evangelho no lar?
“A prática e o estudo contínuo do Evangelho tem a finalidade de unir as criaturas, proporcionando uma convivência de paz e tranquilidade”.

Por que devemos realizar o culto do Evangelho no lar?
·         “Para higienizar o lar com bons pensamentos e sentimentos elevados, facilitando os mensageiros do bem”.
·         “Para proporcionar no lar, e fora dele, o fortalecimento necessário para enfrentar dificuldades materiais e espirituais, mantendo ativos os princípios da oração e da vigilância”.
·         Para a nossa proteção e de nossos vizinhos. Com o Evangelho no Lar, formamos as defesas magnéticas da nossa casa, impregnando o ambiente espiritual das energias positivas que desestimulam toda ação maléfica. É uma verdadeira segurança espiritual que passa a funcionar em benefício de todo o grupo. Além  disso, essa prática estende a caridade a vizinhança.
·         “Elevar o padrão vibratório dos familiares, a fim de que possam contribuir para um mundo melhor”.

Sugestões
  Escolha uma hora e um dia da semana em que seja possível a presença de todos da família, ou daqueles que desejarem participar.
  A observação cuidadosa da hora e do dia estabelece um compromisso de pontualidade com a espiritualidade, garantindo a assistência espiritual.
  A duração da reunião pode ser de 30 minutos aproximadamente, ou mais, dependendo da família.
  Escolha um cômodo apropriado à reunião, que não seja ruidoso.  Para não haver interrupções, desligue os telefones até o término do culto.
  Alguns minutos antes da reunião pode-se colocar uma música suave para harmonizar o ambiente de forma a auxiliar nas vibrações positivas e preces.
   Providenciar uma jarra com água para fluidificação, para ser servida no final da reunião.
  A Reunião para o Evangelho no Lar deve revestir-se da maior simplicidade, sem uso de qualquer forma exterior, o que daria um cunho de liturgia e de ritual, incompatíveis com o ensino de Jesus e da Doutrina Espírita.
  Quando houver crianças, é recomendável que se escolham livros apropriados com "Jesus no Lar", "O Evangelho da Meninada", "Cartilha do Bem", "Histórias que Jesus Contou", dentre outros. 
  Podem ser feitas leituras alternativas (livros, jornais e revistas, espíritas) que ofereçam conteúdo adequado à reflexão, conforme os objetivos do Evangelho no Lar.

Como fazer o culto do Evangelho no lar?
1. Prece inicial
        Pai-Nosso ou uma prece simples e espontânea, solicitando a direção divina para a reunião.
2. Leitura
        Leitura em sequência de um trecho do Evangelho Segundo o Espiritismo, começando na primeira página, incluindo prefácio, introdução e notas.
3. Comentários
        Devem ser breves, que esclareçam e facilitem a compreensão dos ensinamentos e sua aplicação na vida diária.
4. Vibrações
        Emitir sentimentos e pensamentos de amor, paz e harmonia obedecendo o roteiro básico e acrescentado vibrações particulares.
Roteiro básico para vibrações finais:
Em tranquila serenidade e confiantes no Divino Mestre Jesus, vibremos:
  Pela paz na Terra, pelos dirigentes de todos os países, pelo nosso Brasil e pelos nossos governantes;
  Pelos doentes do corpo e da alma;
  Pelos presidiários;
  Pelas crianças, pelos idosos, pela juventude e pelos que se acham em provas dolorosas;
  Pela expansão do Evangelho, pela confraternização entre as religiões;
  Pelo nosso local e companheiros de trabalho, pelos nossos vizinhos, pelo nosso lar e familiares e por nós mesmos.
        Graças a Deus.
5. Prece Final
        Pai-Nosso ou uma prece espontânea de agradecimento, solicitando a fluidificação da água e convidando os amigos para a reunião da próxima semana.

Cuidados:
  Não se deve suspender a pratica do Evangelho em virtude de visitas, passeios adiáveis ou acontecimentos fúteis.
  Não transformar a reunião em trabalho mediúnico, ou seja, nunca se devem evocar Espíritos nessas reuniões, mesmo os Espíritos de familiares. 
  Tomar todo o cuidado para não criar polêmicas, acusações ou desvio para outros assuntos.

Livros de apoio:
Na realização do Evangelho no Lar, o grupo familiar deve apoiar-se em obras de conteúdo edificante, que serão comentadas à luz do conhecimento e da moral cristã. A escolha do livro fica a critério do grupo, que optará de acordo com suas preferências, que desperte nos participantes maior interesse em ler e estudar.  Segue abaixo, uma relação de livros que são indicados:
1.       “O Evangelho segundo o Espiritismo” – Alan Kardec.
2.       “Pão nosso”, Emmanuel – Chico Xavier.
3.       “Fonte viva”, Emmanuel – Chico Xavier.
4.       “Palavras de vida eterna”, Emmanuel – Chico Xavier.

5.       “Estude e viva”, Emmanuel  e André Luiz – Chico Xavier.